Please reload

Posts em Destaque

REGUENGOS DE MONSARAZ E MONSARAZ: as premiadas cidades do Alentejo

August 8, 2018

Reguengos de Monsaraz é uma cidade portuguesa, na região do Alentejo, a 174 km (2h) de Lisboa e 39 km (35 min) de Évora. É subdividida em 4 freguesias: Campo e Campinho, Corval, Monsaraz e Reguengos de Monsaraz (mesmo nome da cidade).

 

Apesar da história de Reguengos de Monsaraz estar ligada à de Monsaraz, não confunda as duas. São diferentes freguesias de uma mesma cidade, que também é chamada de Reguengos de Monsaraz. O castelo está localizado em Monsaraz, e visitá-la é uma verdadeira viagem no tempo. A freguesia de Reguengos de Monsaraz também tem o seu charme e alguns pontos turísticos que valem a visita. Elas estão a 15 km uma da outra, então dá para conhecer as duas no mesmo dia.

 

Na região há vários sítios arqueológicos do período paleolítico, neolítico, Idade do Bronze e Idade do Ferro e mais tarde de romanos, visigodos, árabes e judeus. A localização privilegiada de Monsaraz, no alto de uma montanha na fronteira com a Espanha e com vista sobre o rio Guadiana fez com que ela fosse muito disputada.

 

Foi conquistada em 1167 sob as ordens do Geraldo Sem Pavor, mas após a derrota de D. Afonso Henriques em Badajoz, foi recuperada pelos muçulmanos sob o comando de Abu Yusufi. Em 1232, D. Sancho II recuperou de vez Monsaraz com o apoio dos Cavaleiros Templários, que passaram a administrá-la. Em 1381, um inesperado ataque partiu dos soldados do aliado inglês Conde de Cambridge por causa do fim do noivado dele com a filha do rei português.

 

 

Mesmo após várias batalhas a vila resistiu e suas características estão preservadas até hoje. Monsaraz parece ter parado no tempo com seu castelo e suas ruas de xisto, e é isso que a torna encantadora! Além do turismo histórico, a cidade também é procurada para o turismo rural (lá chamado de turismo de habitação), pela gastronomia alentejana, pela qualidade do vinho local, pelos inúmeros monumentos megalíticos e pelo artesanato, como é o caso da olaria de São Pedro do Corval, o primeiro centro oleiro do País, e a fabricação das mantas de Reguengos.

 

Reguengos de Monsaraz ganhou o título de Cidade Europeia do Vinho em 2015 e Monsaraz foi citada em 2014 pela National Geographic como um dos 21 destinos mundiais a visitar; em 2017 venceu a categoria “Aldeias Monumento” do concurso 7 Maravilhas de Portugal e foi considerada uma das mais bonitas vilas em colina da Europa.

 

 

O QUE FAZER

 

EM REGUENGOS DE MONSARAZ

 

IGREJA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO / PRAÇA DA LIBERDADE

 

​Sua construção começou em 1887 e foi inaugurada em 25 de Agosto de 1912. Com arquitetura gótico-manuelina, a igreja tem forma de cruz latina e a torre do sino fica no meio da fachada.

 

Localização: Praça da Liberdade – Reguengos de Monsaraz

 

HERDADE DO ESPORÃO / TORRE DO ESPORÃO / MUSEU ARQUEOLÓGICO DOS PERDIGÕES

 

É uma vinícola com fama mundial, com mais de 700 hectares de vinhas e olivais. As primeiras referências à propriedade são do século XIII. A Torre é provável que tenha sido construída entre 1457 e 1490. Em 1996, foi descoberto o Complexo Arqueológico dos Perdigões, com mais de 16 hectares, datado entre os anos 3500 e 2000 AC. Hoje, no piso inferior da Torre pode visitar-se o Museu Arqueológico dos Perdigões, onde estão expostas diversas peças encontradas no Complexo Arqueológico. No primeiro piso há uma galeria que exibe os trabalhos originais dos artistas que desenharam os rótulos dos vinhos do Esporão.

 

Valor: Possui diversos tipos de visitas guiadas que custam a partir de €15

Localização: Herdade do Esporão, Reguengos de Monsaraz

 

Para saber mais sobre os horários da vinícola, das visitas guiadas e os valores atualizados CLIQUE AQUI.

 

ADEGA JOSÉ DE SOUSA / MUSEU MEGALÍTICO JOSÉ MARIA DA FONSECA

 

A Adega mantém a mesma forma de produção de vinho há 2000 anos, utilizando vasos romanos de barro. No local também há uma sala reservada aos objetos encontrados em escavações nos anos 90 no Monte da Ribeira.

 

Localização: Rua de Mourão, 1 – Reguengos de Monsaraz

 

Para saber mais sobre a visita guiada e os horários de funcionamento da adega CLIQUE AQUI

 

 

EM MONSARAZ

 

Monsaraz é a vila que fica no alto da colina cercada por muralhas. Dentro podemos ver as casinhas brancas, as ruas de pedra de xisto, o castelo e uma vista espetacular da barragem do Alqueva. A cidade é bem pequena, com apenas 2 ruas principais, mas dá para perder a noção do tempo passeando por essa vila tão charmosa e com tanta história.

 

CASTELO / MURALHA DE MONSARAZ / VILA INTRAMUROS

 

A muralha e o castelo, classificado como Monumento Nacional, foram construídos durante os reinados de D. Afonso III e de D. Dinis e cercam toda a vila. Possuem 4 grandes portas de granito que dão acesso ao interior: a Porta da Vila e a Porta de Évora (de arco gótico); a Porta da Alcoba e a Porta do Buraco (de arco pleno). A porta mais famosa é a Porta da Vila com 2 torres, e em cima de uma delas há um campanário adicionado mais tarde durante o reinado de D.Pedro II.

 

No castelo duas coisas se destacam: a Torre das Feiticeiras (a maior das 5 torres), e a vista maravilhosa para o maior lago artificial da Europa, o Lago do Alqueva. A dica é ir para ver o pôr do sol. Atualmente a antiga praça de armas do castelo também funciona como palco para concertos, eventos e (infelizmente!) uma tourada que ocorre em Setembro durante as festas do Nosso Senhor Jesus dos Passos.

 

 

Curiosidade: há uma lenda que diz que em 1384, Nuno Álvares Pereira, um nobre general português, investiu sobre Monsaraz que estava sob domínio espanhol, e a sua estratégia foi soltar seis vacas ao redor da vila, quando a fome apertou alguns soldados tentaram capturar os animais, deixando parte da muralha desprotegida e facilitando a tomada do castelo.

 

Valor: Gratuito

Funcionamento: 24h

Localização: Largo do Castelo, 1 - Monsaraz

Estacionamento: possui 3 estacionamentos gratuitos próximos às muralhas

 

LARGO DOM NUNO ÁLVARES PEREIRA

 

Depois do castelo, é o principal ponto da vila, onde estão a igreja matriz, o pelourinho, a Casa Monsaraz (Novos Paços da Audiência), o Hospital do Espírito Santo e a Casa da Misericórdia, que englobam a Igreja da Misericórdia. Nas ruas que cortam o largo encontram-se outros pontos turísticos.

 

IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA LAGOA

 

De autoria de Pêro Gomes, foi construída no século XVI e reconstruída em 2 ocasiões, uma após o terramoto de 1755 e outra um século depois. Apresenta uma fachada decorada por um painel de azulejos e uma Cruz da Ordem de Cristo, em honra de Nossa Senhora da Conceição. Dentro encontra-se o túmulo do cavaleiro templário Gomes Martins Silvestre, construído em mármore e com figuras esculpidas e 2 esculturas em madeira de Santo Agostinho e Santa Mônica.

 

Valor: gratuito

Funcionamento: Todos os dias, das 14 às 19h

Localização: Largo Dom Nuno Álvares Pereira

 

PELOURINHO

 

Foi construído em mármore branco, no século XIX, sobre as ruínas de um antigo pelourinho destruído no terramoto de 1755.  O monumento, que está situado em frente à Igreja matriz, representa a autonomia de Monsaraz.

 

Localização: Largo Dom Nuno Álvares Pereira

 

CASA MONSARAZ (NOVOS PAÇOS DA AUDIÊNCIA)

 

Do final do século XVII, a casa ostenta o brasão de armas da vila e constitui uma das salas do Ciclo de Exposições Museu Aberto.

*casa com colunas e acabamento em arcos ao fundo da foto

 

Funcionamento: todos os dias das 9:30 às 13h / 14 às 17:30h

Localização: Largo Dom Nuno Álvares Pereira

Contato: (+351) 927 997 316

 

IGREJA DA MISERICÓRDIA / HOSPITAL DO ESPÍRITO SANTO / CASA DA MISERICÓRDIA

 

A construção religiosa data do século XVI e está incorporada ao complexo do antigo Hospital do Espírito Santo. Possui uma arquitetura barroca simples e abriga uma imagem do Senhor Jesus dos Passos, padroeiro da vila. Também possui um importante acervo documental do século XVI.

 

Localização: Largo Dom Nuno Álvares Pereira

 

ANTIGOS PAÇOS DA AUDIÊNCIA / MUSEU DO FRESCO

 

Durante séculos funcionou como sede administrativa e tribunal de Monsaraz. Depois virou uma escola primária e, mais tarde, passou a ser o posto de turismo. Dentro abriga o afresco medieval O Bom e o Mau Juiz onde estão representados o Juiz da Terra (malvado), com uma vara vermelha, e o Juiz de Fora (bom), com uma vara branca. Abriga desde 2010 exposições temáticas anuais sobre a região.

 

Valor: 1 Euro (o ingresso dá direito a visitar a Casa da Inquisição também)

Localização: na esquina do Largo Dom Nuno Álvares Pereira com a Rua Direita, 1 - Monsaraz

Funcionamento: ​todos os dias das 9:30 às 12:30h | 14 às 18h /Contatos: (+351) 927 997 316

 

CAPELA DE SÃO JOSÉ

 

É uma capela construída em 1708 situada no segundo piso de uma antiga moradia. O acesso é feito por uma escada estreita no exterior. Era utilizada como capela da antiga cadeia e ali os presos iam cumprir serviços religiosos.

Localização: Rua Direita, 3 (próximo ao Largo Dom Nuno Álvares Pereira) - Monsaraz

 

CASA DA INQUISIÇÃO

 

É um edifício de dois pisos com um painel de azulejos. Acredita-se que neste local os inquisidores julgavam e torturavam os prisioneiros, mas não existe nenhuma prova, apenas relatos passados oralmente.

 

Valor: 1 Euro (o ingresso dá direito a visitar o Museu do Fresco também)
Localização: Travessa do Balcão (Quebra-Costas), 7 – Monsaraz
 

 

CASA DO JUIZ DE FORA

 

Foi durante séculos a residência dos governadores da vila e dos juízes de fora. O prédio, que hoje pertence à Universidade de Évora, possui arquitetura com elementos góticos, manuelinos e renascentistas.

*casa no final da rua

 

Localização: Rua dos Celeiros – Monsaraz

 

CISTERNA

 

Dizem que a cisterna teria sido originalmente uma mesquita construída no final da Idade Média, entre os séculos XI e XII. Era o principal reservatório de água da vila.

 

Localização: Travessa da Cisterna - Monsaraz

 

IGREJA DE SANTIAGO

 

A data de construção da igreja é desconhecida, o que se sabe é que ela já existia na segunda metade do século XIII. A igreja é uma das salas de exposição do “Ciclo de Exposições Monsaraz Museu Aberto”.

 

Funcionamento: todos os dias das 10 às 12:30 / 14 às 17h

Localização: Rua de Santiago, 1 – Monsaraz

 

CAPELA DE SÃO JOÃO BATISTA

 

A pequena capela do século XIV também é conhecida por Cuba, graças a sua forma de influência mourisca. O seu interior abriga pinturas de diversos artistas do ano de 1622.

 

Localização: Rua de São João, 9 (fica próximo à muralha, na estrada principal de acesso à vila, perto do estacionamento. No google a capela está marcada de forma errada como Igreja de São Bento.)

 

ERMIDA DE SÃO BENTO

 

É uma capela simples com fachada triangular construída nos finais do século XVI com doações dos moradores e que atualmente encontra-se danificada por causa do terremoto de 1755. Fica em uma espécie de mirante oferecendo uma vista bonita da cidade.

 

Localização: Rua de São Bento - Monsaraz ( igreja de pedra no fundo da foto)

 

ERMIDA DE SÃO LÁZARO / ERMIDA DE SANTA CATARINA / ERMIDA DE SÃO SEBASTIÃO

 

As 3 capelas encontram-se fora das muralhas de Monsaraz, com acesso pela M514. A Capela de São Lázaro foi fundada no século XIV e atualmente são apenas ruínas com paredes de xisto e um arco gótico na fachada. Já a Capela de Santa Catarina foi construída no século XVIII pelos Templários. A Capela de São Sebastião é uma típica igreja rural.

 

CONVENTO DE NOSSA SENHORA DA ORADA

 

O convento, que pertencia à ordem dos Agostinhos Descalços, começou a ser construído em 1700 e só foi inaugurado em 1741. A fachada tem estilo barroco e possui 3 portas: 2 laterais feitas de xisto e a principal de mármore branco ornada com o coração de Santo Agostinho. Dizem que era aqui que Dom Nuno Álvares Pereira rezava antes das batalhas contra Castela. Atualmente o convento possui um Hotel Rural e um Museu Arqueológico.

 

Localização: Rua da Orada (perto do Cromeleque do Xarez)

 

Para saber mais sobre o convento CLIQUE AQUI

 

LAGO/ BARRAGEM DO ALQUEVA

 

Do alto da colina onde fica o castelo de Monsaraz é possível ter uma visão ampla do maior lago artificial da Europa. Com 250 km² de superfície, o Alqueva oferece muitas atividades. No local é possível contratar passeios de barco, visitar as pequenas ilhas, relaxar nas praias fluviais, voar em balões e praticar esportes náuticos. A Praia Fluvial de Monsaraz dispõe de uma boa infraestrutura de apoio com restaurante, casa de banho, chuveiros e estacionamento. A praia fica no Centro Náutico, de onde saem os barcos de passeio. O mais famoso é o veleiro holandês Sem Fim, construído em 1913, cujo dono também possui o restaurante Sem Fim onde está localizado o museu do Azeite. Os valores dos passeios no barco variam de 5 a 70 Euros, dependendo do tempo e se há ou não refeição inclusa. Para saber os valores de todos os passeios no veleiro CLIQUE AQUI.

 

 

OBSERVATÓRIO DO LAGO DE ALQUEVA (OLA)

 

O OLA possui sessões de observação do céu noturno com o auxílio de telescópios, além de diversos outros eventos.

 

Valor da observação: 10 a 17 anos – 8€ / Adulto: 12€ / Família (2 adultos e 2 crianças): 30€

Localização: Courela da Coutada, 1127

 

Para saber mais sobre os passeios e valores atualizados CLIQUE AQUI

 

MEGALÍTICOS
 

A região é um importante centro de cultura megalítica com vários templos, túmulos (antas) e menires (pedras em pé) de 4 mil anos atrás que sobrevivem até os dias atuais. Teriam sido locais para ritos de fertilidade, ritos funerários e adoração de eventos desconhecidos, provavelmente meteorológicos. A visitação aos megalíticos é gratuita.

 

Cromeleque do Xerez (ou Xarez)

 

É o mais famoso, composto por um quadrado com aproximadamente 50 pedras e um menir central com 4 m de altura. Ele foi o único monumento da região a ser transferido em 2004, para perto do Convento da Orada, devido à construção da barragem do Alqueva.

 

Localização: Rua Da Orada – Ferragudo - Monsaraz

 

Menir da Bulhoa (Menir da Belhoa)

 

Uma pedra de cinco metros de altura com gravuras que foi reconhecida como Monumento Nacional.

 

Localização: R. do Bairro da Encarnação – Monsaraz ( em direção ao bairro Outeiro)

 

Menir do Outeiro (Penedo Comprido)

 

É um menir de mais de 5 m de altura descoberto tombado em 1969, considerado o menir isolado mais importante da Europa, hoje está classificado como Monumento Nacional.

 

Localização: entre as povoações do Outeiro e da Barrada em Reguengos de Monsaraz

 

Antas 1 e 2 do Olival da Pega

 

Era um complexo funerário de 3500 a 3000 a.C., onde estariam sepultadas aproximadamente 140 e 118 pessoas respectivamente.

 

Localização: Estrada Municipal, 514 – Monsaraz

 

Menir do Barrocal

 

Com quase 6 metros de altura, é o maior do distrito. Foi encontrado caído em 2001 e  reerguido em 2006.

 

Localização: no povoado de São Lourenço do Barrocal - Monsaraz

 

Rocha dos Namorados

 

Uma pedra de mais de 2 metros de altura que servia para rituais de fertilidade. Segundo a lenda as mulheres solteiras iam até ela na Segunda-Feira de Páscoa e atiravam pedras no topo, cada pedra que caísse representava um ano de espera para subir ao altar.

 

Localização: Na Rodovia M514 no povoado de São Pedro do Corval – Reguenhos de Monsaraz (fica em uma rotatória e dá para ver da estrada)

 

ARTESANATO E MÚSICA

 

As mantas, os objetos feitos em barro e os mobiliários pintados à mão são tradicionais da região.

 

Mantas tradicionais

 

A cidade é conhecida pelas mantas feitas em teares manuais de madeira. A mais famosa é a Loja da Mizette (Fábrica Alentejana de Lanifícios de Mizette Nielsen), que já fez tecidos para a Kenzo Home, do estilista japonês Kenzo Takada.

 

Localização: Rua Mendes, 79 - Reguengos de Monsaraz ou Rua Celeiro - Monsaraz

 

Olaria

 

Em São  Pedro do Corval, a 10 minutos de Monsaraz, visite a Casa do Barro, Centro Interpretativo da Olaria , para conhecer a história e tradição oleira da zona.

 

Localização: Rua de São Pedro, 32  - São Pedro do Corval

 

Cante Alentejano

 

São músicas cantadas em grupo que contam a história do Alentejo. Originalmente os grupos eram formados por homens do campo. O cante alentejano é classificado como Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO e na Casa do Cante eles mantêm viva a tradição realizando ensaios e recebendo visitantes.

 

Localização: Rua da Fonte, 38 (antiga escola primária) no povoado de Telheiros.

 

 

O QUE COMER E BEBER

 

A gastronomia alentejana é muito famosa e o porco é muito utilizado na região. Experimente os pratos típicos como as migas, o borrego, a açorda alentejana e os doces conventuais. Prove também os famosos vinhos locais. Veja alguns lugares para comer:

 

 

MUSEU DO AZEITE SEM-FIM

 

Uma antiga sala de prensas que foi transformada em restaurante. O nome Sem-Fim vem de uma máquina em formato de parafuso que transportava as azeitonas do depósito até os moinhos.

 

Preço dos pratos: em média 20 euros

Localização: Rua das Flores, 6ª – Telheiro - Monsaraz

Funcionamento: De 1 Maio a 15 Outubro, todos os dias exceto Quarta-Feira. Restante ano de Sexta-Feira, Sábado, Domingo e Feriados. (Janeiro fecha para férias)
Horário: Bar e visitas: 11 às 02h / Restaurante: 12:30 às 16h / 19 às 22:30h

 

Para ver o cardápio e mais informações CLIQUE AQUI.

 

SABORES DE MONSARAZ

 

Restaurante muito conhecido na região. Especialidade: Cozinha típica alentejana.

 

Preço dos pratos: 12 a 15 Euros

Localização: Largo de São Bartolomeu, Monsaraz

Funcionamento: 12:30 às 15:30 e das 19:30 às 22:30. (Fechado: Segunda-feira ao almoço e jantar e Terça-feira ao almoço.)

 

Para ver o cardápio e mais informações CLIQUE AQUI

 

TAVERNA DOS TEMPLÁRIOS

 

Restaurante com uma bela vista. Especialidade: Chambão à Chefe, Borrego assado, Bacalhau com espinafres e camarão, pratos regionais diversos

 

Localização: Rua Direita, 22, Monsaraz

Funcionamento: Das 9 às 02h. Fecha na terça-feira.

Contato: Tel. (+351) 266 557 166 | 939 519 448 ou ostemplarios.taverna@gmail
 

CASA TIAL

 

Localizada junto à Porta da Vila, é um café onde vendem diversos itens de 30 produtores locais.

 

ADEGAS

 

Faça visitas guiadas e degustação nas adegas da região.

 

Herdade do Esporão -  Reguengos de Monsaraz – CLIQUE AQUI

Adega Ervideira – Herdadinha/Vendinha -Reguengos de Monsaraz – CLIQUE AQUI

Carmim Reguengos - Praça da Liberdade,1 - Reguengos de Monsaraz – CLIQUE AQUI

 

 * Na foto é possível ver garrafas de vinho penduradas na parede da Adega Ervideira.

 

 

QUANDO IR

 

A região é uma das mais quentes de Portugal, com temperaturas que podem ultrapassar os 40ºC no Verão, já no Inverno a temperatura média fica por volta de 10ºC. Os meses de Março e Novembro pedem um pouco de atenção com as chuvas e a temperatura. Em Dezembro, Janeiro e Fevereiro faz frio e as chuvas aumentam.

 

Monsaraz Mês a Mês:

 

JULHO - Monsaraz Museu Aberto (bienal)

SETEMBRO E OUTUBRO – Colheita da uva.

 

Para conferir o calendário de eventos da cidade CLIQUE AQUI

 

 

QUANTO TEMPO FICAR

 

Em meio dia é possível conhecer os principais pontos de Reguengos de Monsaraz e Monsaraz. Se for visitar alguma adega/vinícola ou o Lago considere ficar um dia inteiro.

 

 

COMO CHEGAR

 

CARRO

 

Saindo de Lisboa - saia pela Ponte 25 de Abril (A2) ou pela Ponte Vasco da Gama (A12) e acesse a A6 em direção a Évora até a saída 5 (N114 -Évora).  Vá pela N114 até chegar a circular de Évora (uma grande rotatória) onde terá acesso à IP2 (direita) que levará até Reguengos de Monsaraz. Seguindo mais 20 minutos chegará a Monsaraz.

 

Duração: 185 km (aproximadamente 2:20h)

Combustível: R$ 95 a 150 (Confira o valor atualizado – CLIQUE AQUI)

 

 

Atenção: As estradas identificadas com “A” são autovias, estradas expressas e com pedágio (portagem), já as com “N” ou “EN” são nacionais e não possuem pedágio. As estradas com pedágios serão identificadas logo nos acessos com as seguintes placas:

 

 

Para calcular os valores dos pedágios CLIQUE AQUI.

 

PS: É possível fazer o trajeto fugindo dos pedágios pelas vias nacionais, mas neste caso o trajeto quase dobra não compensando o gasto com combustível.

 

ÔNIBUS

 

LISBOA – REGUENGOS DE MONSARAZ - MONSARAZ

 

Passo 1 - Pegar o ônibus da “Rede Expressos” na estação Sete Rios em Lisboa em direção a Reguengos de Monsaraz . (Duração: 2:40h / Valor: a partir de R$ 60)

 

Passo 2 – Pegar em Reguengos de Monsaraz o ônibus “Rodalentejo 8174” em direção a Monsaraz. (Duração: 20 min / Valor: R$ 12 a R$18). * Considere fazer esse segundo passo de táxi (R$ 45 a 55) se o grupo for de 4 pessoas, já que o valor fica bem parecido.

 

LISBOA - ÉVORA - REGUENGOS DE MONSARAZ – MONSARAZ

 

Passo 1 - Pegar o ônibus da “Rede Expressos” na estação Sete Rios em Lisboa em direção a Évora. (Duração: 1:45h / Valor: R$ 45 a 60)

 

Passo 2 - Pegar o ônibus na rodoviária de Évora em direção a Reguengos de Monsaraz. Duas empresas fazem esse trajeto:

 

- Rodalentejo - Linhas 8902 ou 8102 ou 8918 (Duração: 50 min / Valor: R$ 15 a 21)

- Rede Expressos – (Duração: 35 min / Valor: R$ 28 a 35)

 

Passo 3 - Pegar o ônibus "Rodalentejo 8174" de Reguengos de Monsaraz para Monsaraz. (Duração: 20 min / Valor: R$ 12 a 18) * Considere fazer esse terceiro passo de táxi (R$ 45 a 55) se o grupo for de 4 pessoas, já que o valor fica bem parecido.

 

Para comprar, consultar horários e valores atualizados da Rede Expressos - CLIQUE AQUI

Para conferir os horários da empresa RodalentejoCLIQUE AQUI

 

 

Atenção: você também pode descer em Évora para visitar a cidade e depois pegar os tours de um dia que saem de lá e visitam Monsaraz, Reguengos de Monsaraz, São Pedro do Corval e Mourão. 

 

TREM

 

Pegar o comboio em Lisboa (estação Sete rios) até Évora (Duração: 1:25 / Valor: R$ 40 a 80) e depois pegar ônibus ou táxi como mencionado nos outros tópicos.

 

Para comprar, consultar horários e valores atualizados dos Comboios – CLIQUE AQUI 

 

TAXI

 

Lisboa a Monsaraz – R$ 500 a 650

Lisboa a Reguengos – R$ 460 a 600

Lisboa a Évora – R$ 370 a 440

Évora a Monsaraz –  R$ 120 a 150

Évora a Reguengos – R$ 85 a 110

Reguengos a Monsaraz – R$ 45 a 55

 

Para conferir valores atualizados CLIQUE AQUI

 

Para calcular valores e rotas em diferentes meios de transporte partindo de outras cidades CLIQUE AQUI

 

 

COMO CIRCULAR

 

Em Reguengos de Monsaraz há vagas gratuitas e com parquímetro nas ruas perto da praça principal. Já em Monsaraz os carros são proibidos, mas como a vila é pequena, com apenas 2 ruas principais e paralelas (Rua Direita e Rua de Santiago), isso não será um problema. Há 4 grandes portas de acesso à vila: a Porta de Évora, a da Alcoba, a do Buraco e a Porta da Vila, que é a principal (com 2 torres). Há estacionamentos gratuitos do lado de fora das muralhas, sendo um deles em frente à Porta da Vila.

 

 

 

Pontos turísticos dentro da vila amuralhada:

 

Pontos turísticos fora da vila amuralhada:

 

Trajeto e pontos turísticos entre Reguengos de Monsaraz e Monsaraz:

 

HOSPEDAGEM

 

Não fiquei hospedada na cidade. A dica é se hospedar em Évora ou fazer um bate e volta de Lisboa ou do Algarve.

 

 

Para mais informações:

http://www.cm-reguengos-monsaraz.pt/pt/Paginas/home.aspx

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
RSS Feed
Please reload

Categorias